Arquivo da tag: livro Martha Medeiros

Resenha do livro Simples Assim – Martha Medeiros

Desconfio que os leitores/fãs de Martha Medeiros foram os criadores da tão usada expressão “livro de cabeceira”. Isso porque, geralmente, a gente só coloca ao nosso lado da cama algum objeto funcional, prático, de uso contínuo, que nos faça dormir melhor. Sermos melhores, nem que seja por umas 6 horinhas, vai. Um creme hidratante que sua pele adora, um protetor labial, uma foto que guiará os seus sonhos e um livro da Martinha. Check list completo!

resenha-simples-assim-martha-medeiros

Ahh… inclua nessa lista também uma nova amiga. Sim, ler Martha Medeiros é bater um papo com uma melhor amiga, aquela que dá os melhores conselhos, que sabe dar uma pausa para pensarmos no assunto, que traz à tona reflexões que até então você não tinha parado para pensar. E nessa correria que vivemos refletir é um verbo difícil de ser aplicado na rotina.

“Simples Assim”, sua última coletânea de contos, originalmente publicadas nos jornais O Globo e Zero Horas, é mais um convite da autora para reflexões infinitas. Dessa vez com o mote da simplicidade: afinal, por qual motivo insistimos em deixar tudo mais confuso? Mais difícil? Menos acessível e tolerável?

As respostas não estão no livro. Estão dentro de você. Martinha só nos ajuda a encontra-las por meio de relatos pessoais, troca de e-mails com os seus leitores, indicações de obras e observações do dia a dia. Tudo em uma linguagem amigável, com um vocabulário diversificado e de fácil identificação.

Entre tantas coisas boas, destaquei dois trechinhos que exemplificam o poder dos textos do livro:

“…vale adotar desde cedo uma postura mais equilibrada entre a vida pessoal e a profissional, começando por essa questão de identidade: você não é o que você faz para ganhar dinheiro, você é o que você faz para ser feliz”. Crônica: O que você vai ser quando crescer?

“Amar é doar. Não vem do doer” – Crônica: Viciados em companhia

E por aí vai… passa pela situação política do país, por um show ao ar livre dos The Rolling Stones, pela Pont des Arts em Paris, por um abraço apertado de um pai ao despedir de um filho no aeroporto etc. Uma viagem literária riquíssima que certamente terminará ali,  na cabeceira da sua cama.

Nota: 4,5/5

Etiquetado , ,